Não é mais novidade para ninguém que a fibra óptica é uma das principais inovações tecnológicas da nossa era. Mas agora vem a dúvida que não quer calar: você sabe o que é e como funciona a fibra óptica?

Fibra óptica é basicamente um fio de vidro com a espessura de um fio de cabelo, extremamente puro, constituído por núcleo e casca com índices de refração diferentes, e revestido por camadas de plástico para proteção mecânica. Os cabos ópticos são constituídos por uma ou várias fibras. Basicamente a transmissão é feita por meio de sinais digitais, ou seja, uma fonte de luz (transmissor) é ligada e desligada rapidamente em uma das extremidades do cabo óptico. A luz viaja através da fibra óptica (fio de vidro), e de forma contínua a luz vai sendo refletida no interior do fio de vidro através do núcleo e da casca da fibra, em um processo conhecido como reflexão total interna. Na outra extremidade um receptor recebe esta luz e faz a conversão para o sinal elétrico.

Tipos de fibra óptica

Hoje existem vários modelos de como utilizar a comunicação óptica espalhado pelo mundo, e para atendê-las a fibra óptica possui dois tipos principais: Multimodo e Monomodo.

– Multimodo

  • Tem núcleo de 50 ou 62,5 µm (equivale à milésima parte do milímetro) e casca de 125 µm;
  • Alcance limitado a poucos quilômetros devido a atenuação;
  • Menor largura de banda devido aos vários modos de transmissão;
  • Diâmetros maiores facilitam o acoplamento de fontes luminosas;
  • Permite o uso de fontes luminosas de baixa intensidade tais como LED (mais baratas);
  • Muito utilizada para curtas distâncias pelo preço e facilidade de implementação.

– Monomodo

  • Tem núcleo de 8 e 9 µm e casca de 125 µm;
  • Alcance da ordem de dezenas de quilômetros devido a menor atenuação;
  • Maior banda passante por possuir uma menor dispersão;
  • Utiliza comprimentos de ondas de 1.310 ou 1550 nm;
  • Geralmente é usado laser (mais caro que o LED) como fonte de geração de sinal para se conseguir longas distâncias e alta velocidade de transmissão.

Quais as vantagens e desvantagens

– Vantagens

  • Dimensões reduzidas;
  • Capacidade para transportar grandes quantidades de informação;
  • Imunidade às interferências eletromagnéticas;
  • Segurança no sinal;
  • Facilidade na instalação;
  • Menos deterioração com o tempo comparado com os fios de cobre.

– Desvantagens

  • Fragilidade das fibras ópticas sem encapsulamento;
  • Dificuldade para derivações (necessário o uso de splitters);
  • Impossibilidade de alimentação remota dos repetidores sem o uso de fios de cobre;

Por fim, a principal diferença entre a fibra óptica e um par de cobre trançado é a distância e a quantidade de informações aliada a velocidade na transmissão das mesmas e a ausência de interferências eletromagnéticas, que em ambientes industriais são abundantes.

Procurando tudo para a instalação da sua rede passiva? Acesse nosso site e solicite sua cotação. Ou se preferir, entre em contato com um dos nossos vendedores através do telefone (41) 3661-2560.