Fibra óptica no campo

A chegada da fibra óptica ao campo, aliada a adesão de novas tecnologias na agricultura, está sendo um viés fundamental para o crescimento do agronegócio, que hoje movimenta 20% da economia brasileira.  De acordo com a CEO da Fibracem, Carina Bitencourt, alguns sistemas que dependem desse tipo de tecnologia já estão consolidados na área, como os monitoramentos via CFTV, por exemplo.

Segundo ela, o crescimento tecnológico do segmento vai acontecer de forma considerável quando os agricultores conseguirem acessar todas as informações necessárias em tempo real. Com isso, ela afirma que os produtores conseguirão tomar as melhores decisões, baseadas em dados concretos fornecidos pela tecnologia.

“Não é só apenas nas áreas administrativas das empresas rurais que a conexão para transmissão de dados precisa ser de qualidade. O recurso vem sendo imprescindível, inclusive, em áreas operacionais, como, por exemplo, na criação de animais e agricultura”, comenta.

A implantação da fibra óptica no campo também possibilita a inserção de meios mais atrativos aos produtores rurais, como a internet das coisas (IoT). Nesse cenário, o recurso proporciona ainda mais segurança e comodidade na administração e desempenho de várias atividades nas indústrias por meio da internet, como por exemplo a ordenha de forma automatizada.

“Com o avanço da internet das coisas no setor do agronegócio, cresce a preocupação de se aprimorar a excelência da conexão. Certificar-se do acesso rápido e ininterrupto de internet, tanto em maquinários e equipamentos, quanto no monitoramento, podem proporcionar resultados significantes para o setor”, conclui.

FONTE: Agrolink